Atualmente, ele é o maior símbolo do forró no Brasil. Em declaração recente, afirmou que pode chegar a faturar a bagatela de R$ 640 mil por apresentação. Já tem mais de uma década de carreira e em franca ascensão. Você pode até discutir sobre as músicas, estilo e forma de apresentar de Wesley Safadão, mas não há como argumentar contra o grande fenômeno que ele se tornou.

Em um artigo muito interessante sobre Wesley publicada no Administradores, falou-se um pouco sobre a origem do cantor. Nascido e criado em Fortaleza, teve um início de carreira um pouco inusitado, justamente na banda Garota Safada, em que tinha familiares. Em uma das apresentações, o antigo vocalista da banda não subiu ao palco pouco antes do show e aí foi a chance de Wesley começar a empreitada. Depois da grande visibilidade que o cantor passou a ter, a banda passou a se chamar Wesley Safadão e Garota Safada. O forró cantado pelo Safadão faz parte de uma inovação no gênero feita a partir de 1990 pelo empresário Emanuel Gurgel. Ele introduziu com ênfase instrumentos até então pouco usados no forró, como guitarra e baixo, além de elementos artísticos e visuais, como dançarinos e jogos de luz.

O Safadão, na internet, é sinônimo de cliques. No Facebook, a página do cantor tem 2,3 milhões de curtidas, além da página Frases de Wesley Safadão com 1,2 milhões de curtidas e milhares de compartilhamentos em cada postagem. No Instagram, ele tem mais seguidores do que a população da Eslovênia: 2,2 milhões. No canal do YouTube já são mais de 82 milhões de visualizações de seus vídeos e quase 300 mil inscritos. No Twitter, os seguidores do homem com o coque samurai chegam a 513 mil. E não para por aí. Faça um teste: pesquisa no Google por Wesley Safadão na área de notícias. Em um dia comum há, pelo menos, uma nota na mídia envolvendo a vida profissional ou artística do cantor. E ainda mais importante é destacar como a afirmação “Respeita o Safadão” virou uma máxima dentro e fora da rede.

É fácil perceber que não se trata de uma fase passageira. O forró de Wesley Safadão tem seu público fiel e ainda os que se interessam por conta da grande visibilidade do cantor. Os debates para a qualidade das composições são mais do que desnecessários aqui. A cultura nordestina agrega as diversas formas de expressão artísticas que despertam no público uma sensação de identidade e pertencimento. A música de Wesley tem elementos próprios, leva multidões aos shows, diverte, gera lucro e isso não pode ser uma mera coincidência. Do cabelo escorrido ao coque samurai, seja qual for a próxima fase: vai, Safadão!

Igor Duarte
Sobre o autor

Um dos inúmeros baianos que nasceram em Pernambuco e ainda se consideram paraibanos. Jornalista formado pela Universidade Federal da Paraíba e que finge saber alguma coisa, inclusive tocar violão. Com ouvidos bem atentos de System of a Down até a Banda Sedutora.

Relacionados

“Tá aí o que vocês tanto queriam. Agora é oficial.” Entoava Pedro Baby, filho de Pepeu Gomes e Baby...

Foto: Netflix/Divulgação Liberdade pra mim é não ter medo. Essa frase de Nina Simone poderia ser o...

Duvido muito que até os mais jovens leitores deste site não tenham ouvido alguma música do Prince....

Deixe um comentário

Thanks!

Entre os dias 29 de junho e 1º de julho aconteceu em Fortaleza o XIX Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste (Intercom). Dentro do evento, realizou-se a Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom). E, neste ano, o Segue o Som foi o vencedor do prêmio na categoria Blog.

E não é só isso! Entre os dias 4 e 9 de setembro, o nosso blog concorre juntamente com outros quatro ganhadores de cada região do Brasil pelo prêmio Expocom Nacional. E você vai acompanhar tudo isso de perto! ?