O show de Zeca Pagodinho, o último e mais esperado da noite de domingo (23), encerrou nossa transmissão do 27º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). Apesar da aparência cansada pela viagem longa, o músico puxou o coro na praça Mestre Dominguinhos, cantando grandes sucessos da sua carreira, a exemplo de “Deixa a Vida Me Levar”, “Jura” e “Ser Humano”. Mesmo com a grande quantidade de chuva, um bom público permaneceu no show do músico carioca, não escondendo a sua admiração pelo artista.

Versatilidade de ritmos

Ainda durante a noite de shows, o público presente no palco Mestre Dominguinhos pode conferir mais um dia de atrações com uma mescla de ritmos e de identidades. Primeiramente em destaque está o Zé Brown, artista referência do rap nordestino e nacional, sobretudo por agregar ritmos regionais com a linguagem musical do hip hop, que teve como momento marcante em sua apresentação o tributo a Chico Science.

Banda Ifá durante apresentação no 27º Festival de Inverno de Garanhuns| Foto: Mikaella Pedrosa

Em seguida, foi a vez dos baianos Ifá se apresentarem. A banda instrumental baiana que mistura o funk afrobeat com o reggae, ijêxá e axé, por exemplo, foi uma grande surpresa, pois, além de colocar o público para dançar, o grupo expôs a seu engajamento para a diminuição da desigualdade no Brasil, e defendeu uma maior união entre Pernambuco e Paraíba. Ainda se apresentaram, no palco Mestre Dominguinhos, o garanhuense Cafuringa e banda e, em seguida, Donas.

‘Até uma próxima, FIG’

Pelo segundo ano consecutivo, o Segue o Som fez uma cobertura jornalística de uma pequena parcela do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), que já está na sua 27º edição. O evento, que teve como um dos seus homenageados o cantor-compositor cearense Belchior, músico lendário da história musical de nosso país, continua acontecendo até o próximo sábado (29).

Durante a semana iremos trazer algumas novidades. Fique ligado!