Clarice Falcão ficou conhecida pela sua música recheada de humor e ironia, embalada pelo som do violão e melodias que ficam repetindo na cabeça o dia todo, mas de um jeito maravilhoso. “Monomania”, primeiro disco da cantora, veio ao mundo em 2013 para nos fazer cantar sobre amor – um amor meio obsessivo – e nos divertir com clipes sarcásticos.

Foto: Lídia Santos/Divulgação

Foto: Lídia Santos/Divulgação

Segundo a própria Clarice, o primeiro disco foi feito propositalmente para ter o mesmo tema – em letras e sonoridade. No caso de “Problema Meu”, o objetivo é fazer diferente, ainda usando a simplicidade das suas músicas que ela mesmo retrata em uma das canções do segundo disco: Quem que você quer impressionar/ Clarice/ Sem fazer pensar, Clarice/ Sem dificultar pro seu ouvinte ter que trabalhar pra entender/.

A diferença está tanto no som, que ganhou mais instrumentos e misturou MPB, rock e pop, como nas letras, que deixam de tratar apenas de relacionamentos amorosos para trazer à tona o amor-próprio de Clarice. Um exemplo é a música “Eu escolhi Você”, e “Vagabunda”, que expressa uma forma diferente de lidar com os relacionamentos.

Neste final de semana, essa moça veio a João Pessoa espalhar um pouco das canções de “Problema Meu” pela capital paraibana. Laíse Santos, que foi ao show, conheceu o trabalho de Clarice Falcão em 2012 pelo Youtube, antes mesmo do lançamento de “Monomania”. Sobre o evento que aconteceu no Teatro de Arena do Espaço Cultural, ela diz que foi exatamente como tinha imaginado: “animado, colorido e o som entregue foi exatamente igual ao CD”. Sobre o novo álbum da cantora pernambucana, Laíse diz que está diferente da simplicidade do primeiro trabalho. “Agora, mais madura, ela está sendo mais ela, falando o que pensa, e o que quer”, afirma a fã.

O show em João Pessoa faz parte da turnê que estreou em Recife, e já passou por Natal, Fortaleza, e Rio de Janeiro. Curitiba e Porto Alegre serão as próximas cidades a receber a cantora.

Amyrane Alves
Sobre o autor

Paraibana estudante de jornalismo da Universidade Federal da Paraíba, apaixonada por palavras e de coração dançante pelo rock’n’roll. Lê de gibis a livros do Stephen King. Ama um indie rock, mas se tocar forró antigo, ela canta todas.

Relacionados

A banda Vieira é daquelas que te fazem sentir as vibrações de estar observando um entardecer...

O porto alegrense Duca Leindecker é compositor, instrumentista, cantor e escritor brasileiro. Aos...

Foto: Camará/Divulgação Entre a composição de uma música até o momento de escutar a canção pronta...

Deixe um comentário

Thanks!

Entre os dias 29 de junho e 1º de julho aconteceu em Fortaleza o XIX Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste (Intercom). Dentro do evento, realizou-se a Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom). E, neste ano, o Segue o Som foi o vencedor do prêmio na categoria Blog.

E não é só isso! Entre os dias 4 e 9 de setembro, o nosso blog concorre juntamente com outros quatro ganhadores de cada região do Brasil pelo prêmio Expocom Nacional. E você vai acompanhar tudo isso de perto! ?