Historicamente, a música tem um papel crucial em várias sociedades, sendo uma forma de expressão humana de ir de frente ao preconceito e a violência, por exemplo.

Sabemos que o racismo no Brasil, é um problema social e cultural – e que até hoje está presente na nossa sociedade. Esta última frase pode soar repetitiva, mas sim, ele existe! E nós, brasileiros, sabemos disto, mas não tomamos dimensão e fechamos os olhos.

Sendo assim, decidimos compartilhar com vocês o videoclipe da música “Boa Esperança” do rapper Emicida. O vídeo relata um motim de empregadas domésticas negras, contra os seus patrões brancos. A produção foi inspirada em histórias reais de ex-empregadas domésticas, as quais sofreram com o racismo, assédio sexual e machismo. Por ser um videoclipe diferente, pois foi feito propositalmente em forma de curta-metragem, tem causado uma grande repercussão na internet.

Pode-se dizer que Emicida está em grande evidência atualmente, dos poucos artistas brasileiros que levantam a bandeira contra o racismo, levando em consideração o seu manifesto através da música. O rapper paulistano ganha ainda mais força ao levar em consideração a sua metodologia musical (letras que tem uma abordagem histórica, da rua, do dia a dia). Ou seja, uma linguagem musical jovem para um público jovem, só que adotando uma postura de gente grande.

Clica e confere!